Pular para o conteúdo

Maurício Possidônio, presidente da Augefarma, em entrevista ao Grupo Majela

by em 05/03/2012

Dia 24 de fevereiro, Maurício Possidônio (presidente da Augefarma) concedeu uma entrevista ao portal do Grupo Majela. Na entrevista, o presidente fala sobre a atuação da Central de Negócios, os desafios, estratégias e a competição no varejo farmacêutico.

Confira abaixo o texto na íntegra.

Ousadia, trabalho e articulação. Pode-se dizer que estes são os principais ingredientes que fazem de Mauricio Possidônio um grande empreendedor no mercado farmacêutico. Presidente da AugeFarma, que hoje reúne cerca de 2.300 farmácias, ele nos recebeu na sede da empresa para uma conversa que você confere, com exclusividade, aqui.

GM: Os números da Augefarma são surpreendentes. Qual a atuação real da empresa?

MP: A Augefarma não é uma associação, é uma empresa prestadora de serviços (Central de Negócios Online) que objetiva melhores negociações para os farmacistas independentes. Em dois anos já somos 2.281 farmácias nesse processo de “fusão de farmácias e redes independentes”. Nossa busca é exatamente trabalhar como os grandes trabalham e ter respaldo para conquistar, juntos, as mesmas condições e facilidades que as grandes redes tem.

GM: E como isso é possível?

MP: Já nascemos on line. Disponibilizamos por internet as ofertas negociadas pela central. Se o farmacista se interessar, compra com toda a agilidade e facilidade. Para isso, temos ferramentas tecnológicas de informação, como o Acode (Acompanhamento Corporativo de Demanda) e o SIC (Sistema Integrado de Compras), e uma equipe humana que faz acontecer, dando um suporte diferenciado.

GM: Como competir com gigantes do varejo farmacêutico em nível regional?

MP: Essa é a nossa missão. Viabilizar a permanência das farmácias independentes neste mercado. Nosso trabalho segue adiante graças aos distribuidores parceiros. Nem o laboratório nem o farmacista credenciado nos pagam nada. Para que esta condição comercial seja imbatível, o distribuidor nos repassa o menor percentual de remuneração possível, que viabiliza nossa manutenção graças ao alto volume comercializado em oito estados do Nordeste. Ele ganha pela capilaridade e volume de vendas. Por não recebermos repasse dos laboratórios, facilita a concretização de negociações com condições mais atraentes para os farmacistas parceiros.

GM: Dá para ser uma relação ganha-ganha para as três partes (farmacista, indústria e distribuidor)?

MP: Sim. O farmacista compra o melhor e vende por preços competitivos. E o distribuidor ganha neste processo por manter o cliente vivo no mercado. O modelo de negócio hoje é do distribuidor fazer a  logística, eles são quem financiam o varejo farmacêutico. É o distribuidor quem leva os produtos negociados, financia, dá prazo muito mais amplo que a indústria… e ela, por sua vez, ganha na fidelidade do consumidor, no respeito à receita do médico, por conseguir chegar a um número cada dia maior de pontos de vendas.

GM: Como foi sua entrada no mercado farmacêutico?

MP: Comecei fundando, em 1983, a Farmácia Eufrazina, em Fortaleza, que mantenho até hoje. Foi a primeira farmácia climatizada no Ceará. Em 1997, foi fundada a Farmanossa e em 1999 fui eleito presidente pela primeira vez, cargo que ocupei por seis gestões. Essa foi minha primeira experiência com a coletividade do mercado farmacêutico. Com a fundação da Febrafar, em 2000, muitas possibilidades surgiram no relacionamento comercial com a Indústria Farmacêutica, HPC, como também, o intercâmbio de informações em todo o país. E hoje sou diretor da Febrafar no Nordeste.

GM: Ainda há perspectiva de mais crescimento para a Augefarma?

MP: Sim, muita! Nossa meta para este ano é chegarmos a 3.000 pontos de vendas. O melhor varejo que existe é do canal farma (com crescimento de 13% ao ano), o que despertou o interesse dos grandes investidores nacionais e internacionais. É até um paradoxo, enquanto estes olham isso com bons olhos, quem está aqui dentro está em dificuldade. Para seguir competindo, a alternativa é a união.

GM: O senhor acha que os farmacistas independentes tem medo de crescer?

MP: Não, os farmacistas tem muita determinação e atitude, mas ainda são, em sua maioria, amadores e o mercado exige o máximo de profissionalismo. Antes se trabalhava muito na informalidade, o que até hoje ainda está na cabeça de muitos empresários do nosso segmento, que às vezes querem fugir da tributação, da burocracia… Mas para continuar no mercado o empresário tem que ser empreendedor, profissional, usar a tecnologia e fazer uma boa gestão.

GM: Qual o maior desafio da Augefarma? E com que estratégias vocês o combatem?

MP: É mudar esse comportamento do farmacista. Conseguimos negociar com a indústria e com a distribuição, mas o farmacista é muito mais resistente em mudar para uma gestão profissional. Por isso estamos buscando fortalecer as farmácias levando, por meio da “Augefarma itinerante”, informações como: formação, sistema, gestão, consultoria de farmacêutico e de advogado tributarista. Tudo para esclarecer dúvidas e quebrar tabus com esta orientação gratuita.

GM: Sobre a parceria com o Grupo Majela, o que o senhor tem a dizer?

MP: Somos parceiros há 15 anos e esse é um relacionamento que só cresce. O Grupo está no modelo que o mercado precisa, faz boa gestão, usa a tecnologia, se adapta bem às exigências do mercado. O diferencial é que o distribuidor regional a gente conversa diretamente com os responsáveis pela empresa, o que facilita essa negociação. É um on line que ainda tem o olho no olho. Fico muito feliz com essa parceria, principalmente com a Universal, porque estamos pautados em responsabilidade e ética.

Fonte: Site Grupo Majela

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: